Qual Líder Você é?

Qual Líder Você é?

III JOÃO 1    Prefácio e saudação    1O ancião ao amadoGaio, a quem eu amo em verdade.  ...

Qual Líder Você é?

III JOÃO 1

 

 Prefácio e saudação 

 

1O ancião ao amadoGaio, a quem eu amo em verdade.

 

2Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma.

 

3Porque muito me alegrei quando os irmãos vieram e testificaram da tua verdade, como tu andas na verdade.

 

4Não tenho maior gozo do que este: o de ouvir que os meus filhos andam na verdade.

 

O elogio de Gaio 

 

Amado, procedes fielmente em tudo o que fazes para com os irmãos, especialmente para com os estranhos,

 

os quais diante da igreja testificaram do teu amor; aos quais, se os encaminhares na sua viagem de um modo digno de Deus, bem farás;

 

porque por amor do Nome saíram, sem nada aceitar dos gentios.

 

Portanto aos tais devemos acolher, para que sejamos cooperadores da verdade.

 

 Queixa contra Diótrefes - Elogio de Demétrio 

 

Escrevi alguma coisa à igreja; mas Diótrefes, que gosta de ter entre eles a primazia, não nos recebe.

 

10 Pelo que, se eu aí for, trarei à memória as obras que ele faz, proferindo contra nós palavras maliciosas; e, não contente com isto, ele não somente deixa de receber os irmãos, mas aos que os querem receber ele proíbe de o fazerem e ainda os exclui da igreja.

 

11 Amado, não imites o mal, mas o bem. Quem faz o bem é de Deus; mas quem faz o mal não tem visto a Deus.

 

12 De Demétrio, porém, todos, e até a própria verdade, dão testemunho; e nós também damos testemunho; e sabes que o nosso testemunho é verdadeiro.

 

Saudações 

 

13 Tinha eu muitas coisas que te escrever, mas não o quero fazer com tinta e pena.

 

14 Espero, porém, ver-te brevemente, e falaremos face a face.

 

15 Paz seja contigo. Os amigos te saúdam. Saúda os amigos nominalmente

 

Introdução

 

 João ao escrever sua terceira carta, adverte a respeito dos falsos líderes, que apelam para a verdade mas negam o amor. Em sua segunda carta adverte sobre os falsos mestres, que apelavam para o amor, mas negavam a verdade.

 

Muitos líderes dos nossos dias adotam esse comportamento, demonstrando uma fraqueza do coração pecaminoso, que é uma camuflagem pela verdadeira busca pelo poder e dinheiro. Os falsos líderes e mestres, mudam a glória do Deus incorruptível, em semelhança da imagem do homem corruptível.

 

A terceira carta relata sobre três homens, que fazia parte da liderança da igreja, Gaio um homem encorajador, que obedecia a palavra de Deus e andava na verdade, Diótrefes um ditador, que amava mais a si do que aos outros, e Demétrio um homem digno de ser imitado, que tinha bom testemunho.

 

Observe que nesta epístola nos versículos 3 e 6 aparece a palavra testificaram, tem a conotação de testemunho, novamente encontramos no versículo 12 a palavra testemunhar. Destacaremos essa palavra, pois cada cristão, líder ou mestre deve dar bom testemunho; sabemos que há trigo e joio, portanto devemos nos perguntar se somos parte do problema ou solução do mesmo.

 

Para respondermos essa pergunta analisaremos dois homens citados para entendermos qual testemunho estamos dando.

 

Gaio andava na verdade – v. 1-8

 

Nesta epístola observamos que João chama Gaio por três vezes de amado, demonstrando assim uma forma especial de dirigir-se a ele. Gaio através de sua vida, era amoroso, bondoso, dava bom testemunho, deixava claro que sua vida espiritual era saudável; mesmo não sendo rico e nem tendo saúde na mesma proporção de sua vida espiritual. Era conhecido como um homem que obedecia a palavra de Deus e andava na verdade e João quando recebia visitas sempre ouvia bons testemunhos sobre a vida de Gaio.

 

Para ter uma vida espiritual saudável, temos que alimentar-nos adequadamente, com a palavra, exercitar a piedade, evitar contaminar-se como mundo, guardar-nos limpos e ao mesmo tempo descansar no Senhor. Jesus ocupava a primazia na vida de Gaio.

 

O fato dele andar em obediência a palavra de Deus, era porque ele leu, meditou, deleitou-se e praticou a palavra de Deus em sua vida diária. Não se pode ouvir a palavra apenas, mas precisamos faze-la parte de nossa vida interior.

 

João sentiu alegria ao saber da vida de Gaio, pois ele andava na verdade. Ressaltamos que a palavra verdade tem a conotação de Jesus Cristo, como encontramos no evangelho segundo João 1.17 e 5.33. Portanto Gaio andava em torno de Cristo, Ele era o centro na vida de Gaio.

 

Gaio exercia um ministério abençoador, ajudava pessoas a fazerem parte da obra de Deus, em sua casa acolhia os pregadores da palavra de Deus, abria seu coração, e seu bolso para dar ajuda financeira a seus hóspedes que pregavam o evangelho.

 

Gaio nos ensina que a vida, o lar, tudo tem que estar a serviço do reino de Deus. Nós precisamos de líderes, mestres, pastores e cristãos como Gaio, que recebeu, andou e tornou-se cooperador para que a verdade chegasse a horizontes mais longínquos.

 

Servir a Deus é obediência a Deus.

 

Diótrefes amante dos holofotes – v. 9-10

 

Diótrefes era um ditador, seu caráter e sua conduta era completamente deferente de Gaio. Era um opositor de João, se amava mais do que aos outros, possivelmente sua rejeição a João não era doutrinária e sim pessoal. A conduta que governava Diótrefes, não era teológica, social, eclesiástica, mas moral.

 

Jesus já havia advertido sobre a ambição e desejo de poder, mas ele não dava ouvidos as palavras de Jesus. Queria tonar-se o centro das atenções, não enxergava João como um apóstolo de Cristo, mas sim como um rival. Satanás estava operando na igreja através de Diótrefes, que operava na base do orgulho e da autoglorificação.

 

Na igreja de Cristo todos estamos no mesmo patamar. Somos todos servos de Deus, por isso Ele não compactua com o orgulho e a soberba, não existe dono da igreja, busca de aplausos ou chefes.

 

Diótrefes era um líder ditador, colocava sua liderança pela força e pela intimidação, gostava de projetar-se falando mal dos outros. Mentiu sobre o apóstolo João, acusando injustamente, sentia prazer em atentar contra a honra daqueles que eram ameaça ao seu orgulho e a sua posição de liderança.

 

O pecado mais abominável aos olhos de Deus ele cometia, intriga entres os irmãos, lançando acusações maldosas e sem base. Tentava destruir aquele que Deus levantou para fazer a sua obra, maldizia de João pelas costas, enquanto este não estava presente para defender-se. Diótrefes deveria humilhar-se e mudar de vida, mas infelizmente, continuava a destruir a obra de Deus, para sua própria glória.

 

Neste segundo ponto, observa-se que os ditadores nas igrejas são perigosos, eles articulam, se fazem de coitados, falando mal de outros líderes, criando intrigas. Estes não lutam pela glória de Deus, mas pela projeção do seu próprio nome.

 

A palavra de Deus na terceira epístola de João versículo oito, nos ensina a acolher uns aos outros.

 

Diótrefes não andava em torno de Cristo.

 

Conclusão

 

Quando os lideres andam com Deus, tornam-se irrepreensíveis, dignos de serem imitados, não porque foram bons lideres, mas porque eles imitaram a Cristo. Demétrio e Gaio aqui citados, era considerado um modelo padrão, referencial, todos os cristãos da igreja o conheciam, amava-o e agradeciam a Deus pela sua vida e seu ministério, e os que estavam de fora também davam bom testemunho de sua vida. Por que eles andavam, na verdade, amavam em verdade e testificavam a verdade.

 

Isso não quer dizer que ele era perfeito, mas significava que fora consistente, buscando em tudo a glória de Deus. Era um homem que estava disposto a correr riscos para defender a verdade.

 

Jesus tem que ocupar a primazia na nossa vida. Vimos que o orgulho, a autoglorificação e a    ambição são meios utilizados por satanás para trabalhar dentro das igrejas. Os líderes, mestres, pastores, devem ter cuidado redobrado.

 

O bom exemplo tem que ser dado, a verdade tem que ser buscada, os lideres devem ser exemplos a serem imitados.

 

Qual liderança temos exercido? Gaio, Demétrio ou Diótrefes?

 

Comentários